Vamos Rir Como Deus

abr 1, 2020 | Artigos, Jovem

Não me entenda mal e não distorça as minhas palavras quando afirmo que não há nada de errado em desfrutar de uma boa e “limpa” gargalhada. Não quero e não vou entrar no mérito de o que são ou não são piadas inocentes (ou qualquer outro termo que você possa estar pensando nesse momento). Nada disso! Quero simplesmente deixar bem claro que Deus ama uma boa risada. Sim, Ele ama rir! Creio ainda que sorrisos e risadas são mais característicos de Deus do que o choro.

Infelizmente, é o diabo quem recebe o crédito quando se trata de humor, o mesmo acontece com o sexo. Mas o humor vem de Deus, não de Satanás. Assim, este dito “dia da mentira” pode nos dar a oportunidade de refletir sobre esse assunto tão delicado.

O humor, bem como o sexo, não é resultado da Queda, do pecado original. O humor pervertido sim é resultado dela. O humor é criação de Deus e, sendo Ele o supremo de toda a criação e sobre todas as coisas (Colossenses 1.18), posso afirmar que Deus é a pessoa mais bem-humorada que existe. Ele é um Deus feliz (1 Timóteo 1.11), Ele é a fonte de tudo o que é puramente saudável, puramente completo e puramente hilário. Se você já viu um bicho-pau, um jerboa, um macaco-narigudo ou um papagaio que aprendeu a repetir tudo o que ouve, você vai ter que concordar que Deus tem um elevado senso de humor. Ou, ainda, se você já leu a história de quando Deus fez uma mula falar simplesmente para convencer um profeta (Números 22.28), não tem jeito! Você vai ter que dar o braço a torcer e aceitar o fato de que Deus é realmente um bom contador de piadas.

Bem, se é verdade que Deus é supremo em todas as coisas, então ninguém é feliz como Deus é. Da mesma forma, ninguém ri como Ele ri. Deus ri por conta da alegria e também ri daqueles que que acham que podem derrota-lo (Salmos 2.4). A única razão que explica a capacidade que alguns de nós, seres humanos, temos de rir até chorar é porque somos criação deste Deus, e somos semelhantes a Ele. Não esqueçamos que Deus também é santo. E, por isso, sua risada não está maculada pelo nosso pecado nem tampouco esconde sarcasmo ou qualquer tipo de perversão. Mas se você pensa que santidade e humor são incompatíveis é por conta da mentira diabólica que nos foi vendida.

O Humor Pervertido

Satanás é um artista enganador. Ele sim é um pervertido. Ele é hábil em enganar e tem sido eficaz em se eleger como o pai da mentira. O diabo é tão bom no que faz que muitos de nós, inclusive cristãos, chegamos até a acreditar que diversão só possível se combinada com a perversão. Isso vale para festas, filmes, sexo e… piadas.

Na verdade, Satanás não aprecia a diversão. Ele a odeia! Como Screwtape escreveu para o seu demônio-sobrinho nas Cartas do Inferno, de C.S. Lewis: “Diversão está intimamente relacionada à alegria. . . promove caridade, coragem, contentamento e muitos outros males”. O diabo sabe que “a [verdadeira] alegria do coração transparece no rosto” (Provérbios 15.13) e não quer que a diversão leve à alegria e ao contentamento. Ele quer, na verdade, o oposto disso. Satanás é esperto e experiente, temos que admitir. Há um talento diabólico em cada uma de suas ações. Ele sabe como efetivamente vender “prazeres” que destruirão nossa verdadeira alegria e, como ninguém, ele consegue nos fazer rir de coisas que vão, em algum momento e por algum motivo, destruir nosso riso (veja o bullying, por exemplo).

Por favor, seja maduro o suficiente para entender que Satanás e suas perversões e distorções não são engraçados. Ele se leva muito a sério para isso. Para ele, o humor é algo para ser usado, não para ser desfrutado. Para ele, o humor é somente um meio para que ele consiga algo maior – corromper, cegar, manipular, controlar, condenar, dividir, isolar, degradar e escravizar. O diabo usa o humor para roubar, matar e destruir (João 10.10). Esta é a natureza dele. E, quando consegue o que quer, olha com desprezo para Deus, como que se afirmasse: “Eu venci”.

Então, quando e como rir?

A Bíblia, a Palavra de Deus para nós cristãos, não menciona nenhum texto que mostre Jesus sorrindo ou fazendo piadas. O porquê da falta de relatos sobre este aspecto bem humano não sabemos. Agora, supor que Ele era sério o tempo todo pode ser um engano. Afinal, alegria é um aspecto do fruto do Espírito (Gálatas 5.22) e pessoas alegres e atraem outras. Pessoalmente, eu gastaria muito mais tempo com alguém divertido do que com o ranzinza, sem “senso de humor”. Não estou afirmando que Jesus fazia piadas para manter sua audiência ou seguidores. Também não estou dizendo que Ele contava histórias engraçadas somente para entreter ou animar. No entanto, supor o contrário também não seria adequado.

Então, sem um padrão claro que poderíamos simplesmente copiar e colar, a principal pergunta aqui é como nos comportar em relação à gargalhadas e piadas. Arrisco uma resposta, parafraseando o teólogo John Piper:

“Humor e riso em suas formas mais naturais e saudáveis são espontâneos. Assim sendo, o desafio da vida, junto com muitos outros, é permanecermos com a nossa alegria e santidade centrados em Cristo de forma que, pela abundância de vida que recebemos dele, transbordemos em riso”.

 Esteja preparado para rir muito!

Uma das grandes tragédias resultantes do nosso afastamento da presença gloriosa de Deus é que perdemos muito da nossa capacidade de rir com Ele e como Ele. Vivemos em um mundo doente pelo pecado e infectado pelo mal e, não raramente, nos tornamos pessoas tristes e doentes também.

Mas Jesus veio para mudar esse cenário. O Deus eternamente feliz se tornou o “homem de tristeza” (Isaias 53.3) por cada um de nós por um breve período de tempo. Da mesma forma, nossas lágrimas de tristeza durarão muito pouco. “O choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria” (Salmos 30.5).

E esse mesmo “homem de tristeza” disse: “Bem-aventurados vocês, que agora choram, pois haverão de rir” (Lucas 6.21). Preste atenção nisso: “Haverão de rir!”. Esta é uma promessa de um Deus que ri (1 Timóteo 1.11). O choro vai tomar o mesmo caminho da morte, da tristeza e da dor e deixará de existir de uma vez por todas (Apocalipse 21.4). Mas a alegria plena da presença de Deus e o eterno prazer de estamos ao lado dele jamais terminarão (Salmos 16.11).

Ria muito neste 1 de abril!

Jonatan Neumann 
Coordenador de Ministérios ME

Fique por dentro do que acontece no ME!