Noruega e a Cultura Musical

Noruega e a Cultura Musical

Eu cresci rodeada por canções e minha família sempre foi muito musical, desde pequena estava envolvida nas atividades e departamentos musicais da igreja e isso sempre foi peça chave na minha vida.

Sou aperfeiçoado através do sofrimento

abr 19, 2019 | Artigos

Sou aperfeiçoado através do sofrimento

“Eu posso suportar tudo, porque Jesus sofreu, e ele sofre em mim agora; ele simpatiza comigo e isso me fortalece”

A maneira como olhamos para um evento é importante e até determinante. Como cristãos, nossa visão e interpretação de um evento são definidas pela nossa própria fé que informa, transforma e enfoca a trajetória da nossa vida e os acontecimentos históricos ao nosso redor. No caso específico da Páscoa, voltamos os nossos corações para relembrar um dos fatos mais importantes da Bíblia e da representação do amor de Deus por nós, a morte de cruz e ressurreição de Jesus Cristo, o Filho Único de Deus.

Embora sendo Filho, ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu”. – Hebreus 5: 8

O Capitão da nossa salvação foi aperfeiçoado através do sofrimento, portanto nós, que somos pecadores e estamos longe de ser perfeitos, não devemos nos perguntar se somos chamados a passar também pelo sofrimento. Será que a cabeça será coroada de espinhos e os outros membros do corpo sofrerão delicadamente? Deve Cristo passar pelos mares de seu próprio sangue para ganhar a coroa, para nós caminharmos para o céu em chinelos de prata? Não. A experiência do nosso Mestre nos ensina que o sofrimento é necessário e o verdadeiro filho de Deus não deve escapar dele.

A cruz não pode ser
vista por nós como um
acontecimento trágico.
O sofrimento de Jesus
no calvário é passageiro
para um objetivo maior
que é a salvação da
humanidade.

Mas há um pensamento muito reconfortante no fato de Cristo “ser aperfeiçoado através do sofrimento” – é que ele pode ter plena simpatia conosco. “Ele não é um sumo sacerdote que não pode ser tocado com o sentimento de nossas enfermidades.” Nesta simpatia de Cristo, encontramos um poder de sustentação.

Um dos primeiros mártires disse: “Eu posso suportar tudo, porque Jesus sofreu, e ele sofre em mim agora; ele simpatiza comigo e isso me fortalece”. Apegue-se a esse pensamento em todos os momentos de agonia. Deixe que o pensamento de Jesus o fortaleça para seguir seus passos. Encontre um apoio doce em sua simpatia; e lembre-se que sofrer é honroso – sofrer por Cristo é a glória.

Os apóstolos se alegraram por terem sido considerados dignos de fazer isso. O Senhor nos dará graça para sofrer por Cristo e com Cristo, até agora ele nos tem honrado. As jóias de um cristão são suas aflições. As regalias dos reis que Deus ungiu são os seus problemas, seus sofrimentos e suas aflições. Não nos deixe, portanto, de ser honrado. Não nos afastemos de sermos exaltados. As mágoas nos exaltam, e os problemas nos elevam. “Se nós sofrermos, nós também reinaremos com ele.”

Quando olhamos para a cruz, temos que enxergar o Senhor morto e o Senhor ressurreto, pois ambos falam da redenção. Cristo morreu na cruz, portanto não ficou preso à ela. A cruz está vazia não de significado, porque, quando olhamos para ela, conhecemos o seu valor e sabemos que vivemos em um outro momento. É tempo de salvação e transformação, tempo de vitória sobre o pecado. E tantas outras vitórias, agora, são possíveis, afinal, Cristo ressuscitou!

Charles Haddon Spurgeon, adaptado.

Limpos como a neve

Limpos como a neve

Uma das minhas maiores expectativas em vir para a Noruega era finalmente conhecer a neve. Eu cresci sonhando com ela e imaginando todas as coisas que eu faria quando nós (eu e ela) nos encontrássemos pela primeira vez. Com a chegada dos meses mais frios do ano, a minha expectativa de vê-la só aumentava.

ler mais

Noruega e a Cultura Musical

Eu cresci rodeada por canções e minha família sempre foi muito musical, desde pequena estava envolvida nas atividades e departamentos musicais da igreja e isso sempre foi peça chave na minha vida.

Limpos como a neve

Uma das minhas maiores expectativas em vir para a Noruega era finalmente conhecer a neve. Eu cresci sonhando com ela e imaginando todas as coisas que eu faria quando nós (eu e ela) nos encontrássemos pela primeira vez. Com a chegada dos meses mais frios do ano, a minha expectativa de vê-la só aumentava.

Reflexões sobre a igreja em Stavanger

Faz 07 semanas que começamos nossos estágios nas respectivas cidades. Estou em Stavanger, uma cidade com 130 mil habitantes e talvez pequena aos olhos brasileiros mas não tão pequena aos padrões noruegueses, um país com 5,4 milhões de habitantes.

Como é bom encontrar brasileiros!

No Hald International School, somos estudantes de várias nacionalidades, que usam diferentes idiomas. Por isso, nós nos comunicamos através do Inglês: a língua que é capaz de unir a todos nós. No entanto, comunicar-se com os outros alunos vai muito além de simplesmente falar a mesma língua. O que acontece é que aqui você pode passar por momentos em que conhece todas as palavras que a outra pessoa está usando, mas é incapaz de distinguir todas elas, uma vez que a pronúncia de uma mesma palavra pode ser feita de múltiplas formas: estamos todos falando inglês, mas com sotaques muito diferentes.

Sobre a bonança e a tempestade

No Hald International School, somos estudantes de várias nacionalidades, que usam diferentes idiomas. Por isso, nós nos comunicamos através do Inglês: a língua que é capaz de unir a todos nós. No entanto, comunicar-se com os outros alunos vai muito além de simplesmente falar a mesma língua. O que acontece é que aqui você pode passar por momentos em que conhece todas as palavras que a outra pessoa está usando, mas é incapaz de distinguir todas elas, uma vez que a pronúncia de uma mesma palavra pode ser feita de múltiplas formas: estamos todos falando inglês, mas com sotaques muito diferentes.

Mesma língua: múltiplos sotaques

No Hald International School, somos estudantes de várias nacionalidades, que usam diferentes idiomas. Por isso, nós nos comunicamos através do Inglês: a língua que é capaz de unir a todos nós. No entanto, comunicar-se com os outros alunos vai muito além de simplesmente falar a mesma língua. O que acontece é que aqui você pode passar por momentos em que conhece todas as palavras que a outra pessoa está usando, mas é incapaz de distinguir todas elas, uma vez que a pronúncia de uma mesma palavra pode ser feita de múltiplas formas: estamos todos falando inglês, mas com sotaques muito diferentes.

Mudaram as estações… E vão continuar mudando!

Quando chegamos em Mandal em agosto, ainda era verão. Tivemos alguns dias bem ensolarados nessa cidadezinha ao sul da Noruega, perfeitos para aproveitar um banho de mar, esportes ao ar livre ou uma caminhada na floresta – rolê muito apreciado pelos noruegueses. Já nos primeiros dias, fizemos um passeio de barco para uma ilha mais distante da costa. Nessa ilha, com uma paisagem maravilhosa, dei meu primeiro mergulho em águas do hemisfério norte. A água estava bem fria e me lembrei das cachoeiras de Minas Gerais, foi maravilhoso. Depois disso foram vários outros mergulhos desse lado do atlântico, tentando aproveitar ao máximo os dias quentes, que foram se tornando cada vez mais escassos.

Somos movimento!

No Encontro ME 2022, fomos chamados a relembrar da nossa VOCAÇÃO: ser e fazer discípulos. A história muda, o mundo muda, mas a essência permanece. Vivemos tempos bem diferentes do que há cinco anos atrás. Tudo muda rapidamente. É um novo mundo em movimento.

O quebra-cabeças do Reino de Deus

Existe um sentimento sobre viver em outra cultura que não é muito falado. É uma sensação de que não sabemos mais exatamente onde pertencemos. Um sentimento que vem do fato de que agora, sendo exposta a tantas possibilidades e modos de viver, e encontrando coisas familiares e tão diferentes nos outros e em mim mesma, que pertencer à algo específico já não parece mais uma opção.

Three professional benefits from exchange program

It was 2007. For the very first time in life I took an airplane. The final destination was Norway. I was one of the students in the exchange program late in 2007-2008.

1º encontro SOMA turma 3

O SOMA é uma iniciativa do Movimento Encontrão que tem como objetivo acompanhar jovens líderes de comunidades de todo o Brasil. Essa jornada envolve compartilhamento, conexão, presença construtiva, com alvos previamente estabelecidos e preza pela troca de experiências, crescimento e “preparação para toda a boa obra” (2 Timóteo 3.17).

Being church

Being church in urban areas like Curitiba is a great challenge. Church is, in its core, all about strengthening relationships, bringing people closer to each other and to the cross of Christ while, by developing intimacy, these people are transformed and transform each other.

Reflexões sobre a igreja em Stavanger

Reflexões sobre a igreja em Stavanger

Faz 07 semanas que começamos nossos estágios nas respectivas cidades. Estou em Stavanger, uma cidade com 130 mil habitantes e talvez pequena aos olhos brasileiros mas não tão pequena aos padrões noruegueses, um país com 5,4 milhões de habitantes.

ler mais

#somosME

O Encontrão nasceu como um movimento e quer continuar assim. Para que isso aconteça, a sua participação é essencial. Entre com contato e faça a sua doação.

Newsletter

Assine e fique por dentro de tudo o que acontece no ME.

[egoi-simple-form id="213034"]

Siga-nos

e tenha atualizações regulares, em tempo real.

Fique por dentro do que acontece no ME!

Noruega e a Cultura Musical

Noruega e a Cultura Musical

Eu cresci rodeada por canções e minha família sempre foi muito musical, desde pequena estava envolvida nas atividades e departamentos musicais da igreja e isso sempre foi peça chave na minha vida.