Movimento é vida!

Maio 7, 2020 | A vida é minha

Nós brasileiros somos um povo otimista e eu sou um desses que sempre vê o copo meio cheio. Não ignoro os problemas, mas procuro ver com bons olhos e com otimismo um jeito para enfrentá-los. Quando o corona vírus chegou ao Brasil eu pensei que seria algo mais leve e que não sofreríamos tanto quanto os países europeus, e é claro que essa percepção mudou rapidamente. Por isso, tomamos a decisão na empresa de fazer home office (antes mesmo da quarentena) e eu encarei essa decisão como um desafio positivo e, quem sabe, um novo jeito de ser empresa. Quando 95% dos nossos projetos foram transferidos para o segundo semestre me senti muito bem com a desaceleração e com o fato de ter que rever o ritmo de trabalho, entretanto, logo senti a necessidade de nos prepararmos para o pior cenário e isso provocou uma certa insegurança. Mas como ter uma atitude esperançosa diante desse cenário?

Eu tenho o privilégio de me relacionar com pessoas otimistas. De qualquer forma, percebo que para muitas pessoas o pânico toma lugar na mente e no coração e a esperança vai morrendo lentamente. O sentimento de que está tudo perdido e que não haverá amanhã é muito forte. As pessoas se desesperam, estocam comida desnecessariamente, demitem funcionários, se desfazem de bens amargando prejuízos e se desesperam com a situação. Eu entendo esse sentimento e procuro viver de forma diferente, trazer palavras de ânimo, encorajamento e alegria, estar calmo, mesmo em meio ao caos. Esse jeito de viver a vida é fruto da certeza e da fé em Jesus que deixou conosco o seu Consolador, aquele está ao nosso lado o tempo todo não importa a situação. A presença Dele me dá segurança.

A Bíblia traz muitas palavras de ânimo e incentivo para enfrentar os desafios da vida, enfatizando que sim, teremos muitos problemas (e isso é sensacional, porque mostra o quanto somos humanos e que as coisas não serão fáceis) mas que teremos a presença de Deus nessa jornada. O conselho do apostolo Paulo aos Romanos é um dos textos gravados em meu coração que me estimulam a ter esperança, sempre. Ele diz que a esperança vem com perseverança. As vezes acreditamos que a esperança vem do nada, mas Paulo é muito claro e afirma que “nessa vida teremos muitos problemas, mas ao enfrenta-los com perseverança teremos nosso caráter lapidado e isso gera a esperança” – Romanos 5.3-5. Por isso, minha oração diária é para que Deus me ajude a encontrar forças para resistir e persistir, apesar dos obstáculos que estamos enfrentando, pois essa atitude enche meu coração de esperança. A esperança vem Dele, a luz no fim do túnel vem Dele, a solução do problema vem Dele e é Ele quem nos dá ânimo para persistir.

A persistência nos coloca em movimento, o que nos estimula a agir, a buscar atitudes práticas no dia-a-dia, seja pensar algo novo para nossa vida pessoal e para a nossa família, ler algo novo ou assistir um filme inspirador. Persistir nos ajuda a avaliar as oportunidades para nosso negócio ou encontrar novas soluções para o ambiente de trabalho e para nossos colegas, ou seja, em meio aos desafios e dificuldades, estar em movimento é ter vida.

Pensando dessa forma, há uma outra palavra escrita em Hebreus 12.1-3 que me inspira demais em continuar em movimento, persistindo sem perder o ânimo e com a esperança que passaremos por esse desafio e qualquer outro desafio que teremos em nossa vida. Ter a certeza no coração de que Jesus está na linha de chegada me esperando para um abraço, como Eugene Peterson diz: é como uma injeção de adrenalina na alma. Como cristão tenho o privilégio de ter o Consolador vivendo os desafios do dia-a-dia comigo, me dando forças para continuar em movimento e persistindo com os olhos em Cristo e na longa lista de dificuldade que ele enfrentou, mas que hoje está no lugar de honra ao lado de Deus.

Nesse momento de incertezas, meu coração transborda de alegria e me impulsiona a persistir com os olhos em Cristo e continuar em movimento (mesmo em casa). Pois, movimento é vida e saber que Deus segue a jornada de vida ao meu lado é o que me dá esperança de seguir em frente.

Com carinho, Wil.


Wilgor Caravanti
É empresário, investidor, pai do Vitor e da Gabi. Mora em Curitiba e é um entusiasta da vida.

Foto: Jack Finnigan (unsplash)

Fique por dentro do que acontece no ME!