22

JUNHO, 2018

por Airton Härter Palm
Diretor Parcerias

“Faço parte da Junta Diretiva da Aliança Evangélica Latina onde, dentre suas 22 alianças nacionais membro, eu represento a brasileira. Não é a primeira vez que marcamos presença num programa organizado, neste mês de junho, em Washington por uma aliança americana (Esperanza), de identidade e forte atuação entre hispano descendentes. Por isso, escrevo com alguns detalhes, pois existem mudanças no histórico problema da imigração. Se Bush tolerava e Obama deportava, Trump prende. E o assustador é que se caminha para 1,8 milhão de mães e crianças imigrantes encarceradas e que, conforme se ouve estão sendo separadas. Isso além de outras frentes, incluindo refugiados, move os irmãos daqui para uma forte incidência política.

Senadores, deputados, secretários de estado participam em reuniões e tentam justificar sua atuação. Tem edições que o presidente da república aparece no café de oração e encerramento. Dessa vez, veio o vice Michael Pence. Nossa presença ajuda na pressão, solidariedade e também por mais parcerias, especialmente para a América Central, duramente afetada por tudo isso. Assim mesmo, é interessante observar que Esperanza não se associa nem com Republicanos, nem como Democratas. Então, “apanha” dos dois lados, já que as polarizações políticas se acentuam tanto quanto no Brasil”.

Airton Härter Palm